Cuidado para não passar do limite nos treinos: o overtraining e seus efeitos

 

Treinadora Adriana Camargo quase teve que parar de correr por conta do problema. Especialistas dizem quais são as causas e as formas de se precaver

A treinadora e professora de ioga Adriana Camargo corria 21 km no asfalto e 16 km na areia fofa durante a semana. Aos domingos, o trajeto costumava ser de 30 km. Treinos intensos e um vício pelo esporte, que quase não foi minado por conta de um problema sério: o overtraining. Estado de fadiga crônica, causado pelo excesso de treinamento ou recuperação insuficiente, ele foi agindo silenciosamente até estourar de uma vez só. Além das dores e demais consequências, o diagnóstico médico assustou Adriana: ela teria que parar de correr e não poderia sequer sentar tranquilamente numa poltrona de cinema.

– O médico perguntou se eu estava tentando suicídio e falou que eu não poderia nunca mais correr e, muito menos, praticar ioga. Disse também que não daria para ir ao cinema sem sentir dor. Mas decidi não seguir os conselhos dele de operar. Procurei tratamentos alternativos, como acupuntura, um ioga mais leve e fiquei repousando bastante tempo. Voltei aos poucos e hoje consigo fazer todos os movimentos de ioga. Estou 100% recuperada – diz Adriana, que reclama principalmente das dores nas articulações.

Sem cuidados, os treinos de Adriana aconteciam de domingo a domingo, sem descanso, garante. A professora de ioga diz que os sintomas foram evoluindo de forma gradativa, mas ela não deu muita atenção. Até que tudo estourou de uma vez só.

– Eu pifei, tive um curto circuito no meu corpo. Não conseguia levantar a perna, subir uma escada e ainda por cima estava sem voz – acrescenta.

Causas e prevenção

De acordo com o treinador Manuel Lago, da assessoria ML Mix Run, o overtraining é resultado de uma combinação de três fatores: quantidade abusiva de treinos, pouco descanso e uma dieta pobre. As consequências, por sua vez, vão da ordem muscular, passando por problemas nas articulações, até resultar em malefícios no sistema imunológico e no aspecto psicológico do corredor.

OUTRAS CONSEQUÊNCIAS DO OVERTRAINING*
Deficiências psicológicas Deficiências imunológicas
Depressão; apatia; medo de competição; diminuição de concentração; diminuição da capacidade de lidar com uma grande quantidade de informações; problemas para se concentrar no trabalho e treinamento. Aumento de incidência de resfriados, gripes e alergias; ativação de herpes viral; diminuição de níveis de ferro; aumento de ureia; nível de contusão elevado; aumento na produção de ácido úrico; diminuição da densidade mineral no organismo.

*Fonte: Manuel Lago

– O overtraining tem uma incidência maior em corredores de média e longa distância e implica em vários problemas das mais diversas ordens, como: insônia, lesões agudas e crônicas, o sistema hormonal se desequilibra, irritabilidade, diminuição da performance e alteração da pressão arterial. Além dos problemas nos treinos, vai interferir em várias coisas que afetam a qualidade de vida – diz o treinador, que acrescenta: o problema pode ser leve, moderado ou severo.

Segundo o Chefe do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Unifesp, Dr. Moisés Cohen, as lesões resultantes do overtraining são várias.

– Os principais riscos do overtraining são as lesões do sistema muscular esquelético, podendo provocar tendinites, lesões e contraturas musculares ou até mesmo fraturas por estresse. A dor muscular tardia é frequente nas situações de sobrecarga.

O melhor meio, portanto, de se evitar o overtraining é não permitindo que ele apareça. Além de manter uma alimentação balanceada e não extrapolar seus limites nas pistas, é importante descansar bem entre uma atividade e outra, como orienta Manuel Lago.

– Descansar é para otimizar a recuperação. Implica em uma boa noite dormida, fazer uma sessão de massagem e relaxamento, comer de acordo com a quantidade de treino que realiza. Além disso, o corredor pode passar gelo como forma preventiva, mesmo quando não tenha lesão, e fazer sessões de alongamento ao longo da semana – conclui o treinador.

Post Por Lucas Loos via Globo Esporte
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s