Para evitar um derrame, tente frutas e vegetais brancos

Pesquisadores holandeses descobriram que comer muitas frutas e legumes com polpa branca, como maçãs e peras, pode ser uma proteção contra o acidente vascular cerebral (AVC).

Embora estudos anteriores tenham mostrado os benefícios do consumo de várias frutas por dia, a nova pesquisa indica uma ligação entre o risco de derrame e frutas e legumes de certas cores.

Os pesquisadores analisaram as respostas 20 mil adultos sobre sua alimentação do ano anterior. A idade média dos participantes foi de 41 e todos estavam livres de doenças cardiovasculares no início do estudo.

Ao longo dos 10 anos que se seguiram, 233 sofreram acidentes vasculares cerebrais. Os pesquisadores descobriram que o risco de AVC foi de 52% mais baixo para as pessoas com alta ingestão de frutas e legumes brancos, em comparação com as pessoas que comiam poucos alimentos dessa cor.

As frutas e legumes foram classificadas em quatro grupos de cores: laranja/amarelo, que continha principalmente frutas cítricas; verde, como couve e alface; vermelho/roxo, principalmente vegetais vermelhos; e brancos, como maçãs e pêras.

Os frutos foram agrupados com base na cor da sua polpa, não da sua superfície. Por exemplo, uma maçã vermelha pertence ao grupo branco, porque embora a sua casca seja vermelha, sua carne é branca.

E o que uma coisa tem a ver com a outra?

A cor da parte comestível de frutos e vegetais reflete a presença de compostos vegetais, tais como carotenóides, que são pigmentos orgânicos e flavonóides.

Maçãs e pêras podem reduzir o risco de derrame porque são ricas em fibras alimentares e em um flavonóide antioxidante chamado quercetina. Outros alimentos classificados na categoria de brancos foram couve-flor, bananas e pepinos. Batatas foram classificados como amido.

Frutas e vegetais verdes, laranjas e vermelhas não diminuiram o risco de AVC, de acordo com o estudo, mas os autores afirmam que as pessoas não devem dispensá-los como menos benéficos. Afinal, os alimentos coloridos podem proteger contra outras doenças crônicas.

Os pesquisadores também alertaram que as conclusões do estudo devem ser interpretadas com cautela, porque questionários de frequência alimentar estão sujeitos a erros. Além disso, a redução do risco de AVC pode ser devido a um estilo de vida mais saudável que geralmente tem os indivíduos que consomem uma dieta rica em frutas e legumes.

Ao aumentar o consumo de frutas brancas, uma coisa é certa: mal não vai fazer. [LiveScience]

Post por Patricia Herman via Hypescience
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s