[olimpíadas] Em maior final da história, Bolt consegue recorde olímpico e é bicampeão nos 100m

A história do esporte foi reescrita mais uma vez neste domingo, às 17h50 (horário de Brasília), 21h50 em Londres. O Estádio Olímpico prendeu a respiração por pouco menos de 10 segundos. E, quando as 80 mil pessoas voltaram a respirar, o homem mais rápido do mundo comemorava o bicampeonato olímpico.

Usain Bolt confirmou o favoritismo e acabou com todas as dúvidas. Com o tempo de 9s63, o jamaicano superou os concorrentes e se confirmou ainda mais como um dos maiores nomes da história do atletismo. Depois de ter conquistado o ouro em Pequim com o tempo de 9s69, ele baixou o tempo e defendeu o título com sucesso. Bolt ficou apenas a cinco centésimos de igualar o recorde mundial (9s58), que pertence a ele mesmo e foi alcançado no Mundial de Berlim, em 2009.

A prova deste domingo coroou mais uma vez o homem mais rápido que o planeta já viu. Mas entrou para a história, também, pela qualidade dos concorrentes. Ao contrário do que aconteceu em Pequim, quando venceu batendo no peito, Bolt precisou correr com 100% de sua capacidade – ou com 95%, como disse que chegaria à final, logo depois das eliminatórias.

Na segunda posição ficou o também jamaicano Yohan Blake, que terminou com o tempo de 9s75, o melhor de sua carreira. O norte-americano Justin Gatlin, campeão olímpico da prova em 2004, completou o pódio e também conseguiu a principal marca de sua vida: 9s79.

O norte-americano Tyson Gay, um dos favoritos na prova, terminou no quarto lugar com o tempo de 9s80, apenas um centésimo a mais do que o seu compatriota. O jamaicano Asafa Powell, por sua vez, se machucou e foi o último ao concluir os 100m em 11s99.

Depois de não competir na última etapa da Liga Diamante, Bolt passou a gerar desconfiança quanto à sua forma física. Até porque nas seletivas jamaicanas para os Jogos de Londres ele foi superado por Yohan Blake.

Mesmo sem conseguir alcançar o tempo de 9s4 que ele esperava, Bolt fez história em Londres. Afinal, sete atletas conseguiram terminar a prova abaixo dos 10s. E, claro, não deixou de dar um show depois da prova com sua tradicional pose de relâmpago.

fonte: ESPn
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s