[olimpíadas] Esquiva derruba britânico, vence com sobras e coloca boxe brasileiro na inédita final olímpica

Esquiva Falcão está na história do boxe brasileiro ao colocar o país pela primeira vez numa final olímpica. Com muita autoridade, ele jogou o britânico Anthony Ogogo no chão, venceu por 16 a 9 e garantiu um lugar na final da categoria peso médio (até 75kg). Já tem, portanto, uma posição inédita para o Brasil no pódio da modalidade.

Com a vitória, Esquiva supera as medalhas de bronze de Servílio de Oliveira nos Jogos da Cidade do México em 1968 e de Adriana Araújo, esta conquistada nesta mesma Olimpíada de Londres. O outro pódio já garantido para o Brasil é do irmão de Esquiva, Yamaguchi, que luta a semifinal da categoria até 81kg às 18h desta sexta-feira contra o russo Egor Mekhontcev.

Agora, Esquiva enfrenta Ryota Murata, do Japão, que fez 13 a 12 em Abbos Atoev, do Uzbequistão. A grande final da categoria peso médio acontece neste sábado, às 17h45 de Brasília, com transmissão dos canais ESPN.

“Será um adversário muito duro. Ele supera o limite dele, e minha estratégia é não gastar muito o fôlego, esperar, usar muito o último round contra ele. Vou dar meu máximo. Eu queria minha medalha e agora quero mudá-la ainda mais. Quero a amarelinha que é a mais bonita”, disse Esquiva ao Sportv.
A luta – O primeiro round foi o mais equilibrado, sem grandes golpes, e terminou 3 a 3. Na volta para o segundo, o brasileiro já começou a mostrar a superioridade diante do anfitrião e ganhou por três pontos, abrindo uma vantagem de três pontos para o último e decisivo assalto.
E Esquiva guardou o melhor para o último round. Logo no primeiro segundo, partiu para cima de Ogogo, acertou um belo soco de esquerda e derrubou o rival. Pouco depois, novamente jogou o dono da casa no chão, e então só controlou o combate até fechar em 16 a 9 e se garantir na final.
 

A campanha – Na estreia em Londres, Esquiva passou bem por Soltan Migitinov, do Azerbaijão, quando venceu por 24-11. Depois, nas quartas de final, venceu o húngaro Zoltan Harcsa num combate bem mais equilibrado, 14-10, quando garantiu a medalha de bronze para o Brasil.

Finais do boxe olímpico definidas nesta sexta-feira (todas masculinas):

49kg
Zou Shiming (CHI) x (TAI) Kaeo Pongprayoon
Bronzes: Dadiv Ayrapetyan (RUS) e Paddy Barnes (IRE)

56kg
John Joe Nevin (IRL) x (GRB) Luke Campbell
Bronzes: Lazaro Estrada (CUB) e Satoshi Shimizu (JAP)

64kg
Roniel Sotolongo (CUB) x (UCR) Denys Berinchyk
Bronzes: Vincenzo Mangiacapre (ITA) e Munkh-Erdene Uranchimeg (MON)

75kg
Esquiva Falcão (BRA) x (JAP) Ryota Murata
Bronzes: Anthony Ogogo (GRB) e Abbos Atoev (UZB)

91kg
Oleksandr Usyk (UCR) x (ITA) Clemente Russo
Bronzes: Tervel Pulev (BUL) e Teymur Mammadov (AZR)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s