Em minha opinião, sim, é possível!

Fazendo uma dieta hipocalórica, usando alimentos que tem ação termogênica, alimentos que aumentam a sensação de saciedade e praticando atividade física é possível perder gordura sem ter que utilizar suplementos.

Para emagrecer é preciso restringir o consumo de calorias, ou seja, estabelecer uma dieta hipocalórica. E para que esse emagrecimento seja saudável, é preciso ficar atento com o cardápio. As quantidades e a qualidade devem ser suficiente para que não cause a perda de massa muscular.

Apesar da diminuição da quantidade prevista nas dietas hipocalóricas, carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas e minerais devem ser consumidos na quantidade adequada, para que assim tenha um consumo equilibrado, balanceado, garantindo uma perda de peso saudável.

O uso de alimentos termogênicos pode ser uma boa estratégia para acelerar o metabolismo e conseguir reduzir a gordura corporal. Os alimentos termogênicos são aqueles que apresentam um maior nível de dificuldade em serem digeridos pelo organismo, fazendo com que esse consuma maior quantidade de energia e caloria para realizar a digestão. Todos os alimentos gastam energia para serem digeridos, ou seja, têm a capacidade de aumentar a temperatura corporal e acelerar o metabolismo, aumentando a queima de gordura, porém existem alguns que se destacam mais que os outros, pois induzem o metabolismo a trabalhar com ritmo acelerado, gastando assim, mais calorias. Algum exemplos de alimentos termogênicos são:chá verde, chá de hibisco, mostarda, gengibre, vinagre de maçã, aspargos, couve, café, guaraná em pó, pimenta vermelha, canela, kiwi, brócolis, laranja, acelga, gorduras vegetais, gorduras de coco, produtos derivados do chocolate, entre outros… Outra estratégia é a utilização de farinhas que mostram-se muito eficientes no controle da fome, causando uma sensação de saciedade que pode ser utilizado estrategicamente para perda de gordura corporal. Alguns exemplos são a farinha de banana verde, farinha de maracujá, farinha de linhaça, farinha de berinjela, farinha de aveia, entre outras… Tudo isso é válido para ajudar na perda de gordura!

É importante salientar que nem todos os alimentos popularmente conhecidos como termogênicos possuem ação cientificamente comprovada. Muitos deles ainda não possuem seu mecanismo de ação desvendado e alguns só apresentam efeitos em doses elevadas.
Para que a redução de calorias seja adequada e que se consiga o beneficio destes alimentos é necessário que seja ingerido nos horários e em quantidades corretas, que varia de pessoa para pessoa, o que torna importantíssima a orientação de um nutricionista.
O consumo indiscriminado destes alimentos pode causar dor de cabeça, problemas gastrointestinais, tontura. Pacientes com problemas de tireoide, cardíacos, hipertensos tem maiores restrições no seu uso.

A introdução de alguns hábitos também pode ajudar na queima de gordura: Beba bastante água durante o dia; Evite dar um intervalo maior de três horas entre as refeições; Comece sua refeição comendo uma boa salada, com verduras e legumes, isso te dará uma maior sensação de saciedade; sempre prefira carne branca assada, grelhada ou cozida; Evite os alimentos industrializados pois contém química e sódio em excesso; durma em media 7 a 8 horas por noite; Pratique exercícios físicos regularmente; movimente-se no seu dia a dia com suas atividades, como por exemplo: ir na padaria a pé, subir e descer escadas, levar o cachorro para passear, pode saltar do ônibus alguns quarteirões antes de casa, para poder fazer uma caminhada.

Em contra partida também sou a favor do uso de suplementos termogênicos, quando receitados por um nutricionista ou médico, pela praticidade e precisão na obtenção das doses e frequência para se obter resultados efetivos, pois observo que pacientes que os utilizam atingem mais rapidamente seus objetivos. Principalmente para pacientes que tem uma genética desfavorável (como falei sobre os diferentes biotipos no post “Facilidade para ganhar massa muscular”) seu uso orientado e consciente é um bom aliado na luta contra a balança.

É comum no dia a dia, encontrarmos pessoas que não se alimentam bem e começam a usar um desses alimentos com a esperança de secar e acabam frustradas por não conseguir mudanças em seu corpo. A simples inclusão de algum desses alimentos no cardápio não garante a perda de peso. Eles podem atuar como coadjuvantes do tratamento, mas desde que associados a um programa de re-educação alimentar e melhor ainda com a prática de atividade física. Essa ação termogênica também depende de uma dose mínima e da frequência de consumo. Não espere portanto que ao consumir alguns desse alimentos esporadicamente os resultados apareçam. Para que façam efeito esses alimentos devem fazer parte de uma rotina alimentar diária.
Post via frangocombatatadoce. Todos os direitos reservados ao autor. Publicação com intuito de divulgação.

Anúncios

2 comentários sobre “É possível secar sem suplementos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s